Oficina Colaborativa XVI Congresso da UISPP

Tecnologias e Experimentação

Informação

Tecnologias e Experimentação

Estudo de Sistemas e Processos Tecnológicos de utilização de matérias-primas (pedra, osso, argila…), de subsistência (caça, agricultura…) e manifestação simbólica (pintura/gravura, adornos…), suportado pela experimentação/estudos actualísticos.

Site: http://www.arqueologiaexperimental.blogspot.com/
Local: Mação (Portugal Central)
Membros: 20
Última atividade: 10 Maio, 2011

Fórum de discussão

Não artefatos 9 respostas 

      Antes de entrar na matemática, física e química vou começar pela filosofia. Por acaso, uma lasca por menor ou maior que seja de um período remoto, seja do Pleistoceno ou mesmo Holoceno; somente…Continuar

Iniciado por Juliano Cesar de Amorim Gomes. Última resposta de Juliano Cesar de Amorim Gomes 10 Maio, 2011.

O que é um artefacto? 12 respostas 

De volta dos problemas de análise de líticos que não «encaixam» nos esquemas convencionais de descrição morfológica/tipológica, bem como nas estruturas técnicas reconhecidas, entre os muitos…Continuar

Iniciado por Sara Cura. Última resposta de Juliano Cesar de Amorim Gomes 10 Maio, 2011.

Sessão aberta a inscrições - Tecnologia e Experimentação

Car@s colegas, No âmbito do próximo congresso da UISPP que terá lugar em Florianópolis (Brasil) entre 4 e 10 de setembro do corrente ano nós estamos a organizar uma sessão subordinada ao tema…Continuar

Iniciado por Sara Cura 17 Fev, 2011.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Tecnologias e Experimentação para adicionar comentários!

Comentário de Juliano Cesar de Amorim Gomes em 16 janeiro 2011 às 20:38

      Sobre o que está escrito nestas linhas ai de baixo o erro é meu principal defensor.

   "Ser ou não ser artefato depende da sua Evolução e passagem no universo humano que foi criado para aquela existência."

    O Artefato por si só não necessita das nossas definições morfológicas, experimentais ou teóricas, ele existe na mesma medida da existência do tempo em que estamos aqui neste planeta. Não existe relação alguma em ser um instrumento ou utensílio para ser artefato; existindo intenção ou não pouco importa, pois o que importa é a existência de vestígio humano naquela Matéria e que esse material tenha já subjulgado seu Meio Natural e não dependendo em nada para sua existência; ainda, podendo nós ( arqueólogos) diferenciar intenção ou não, isso, cabe a nossa evolução por meio das Ciências Exatas.

     Vamos causar uma separação: " Em um trabalho arqueológico no ano de 2011 dois anéis foram encontrados em uma escavação e logo foi identificado como pertencente ao ano de 1967". Estes anéis não passaram pelo estágio evolutivo para ser artefato, devido ao fato deles ainda estarem no seu Meio Natural.

       Uma micro-lasca desenterrada na Àfrica que remete a um trabalho humano que foi científicamente comprovado ser do Paleolítico Inferior; sinto entender assim; mas é um Artefato.

 Sendo nós em um estado mais evoluido que conseguissemos provas científicas de que blocos foram movidos e apenas movidos por humanos que viveram em algum lugar fora do Tempo-Espaço presente, está ai um Artefato.      

       Sobre a Indústria Lítica Humana o que precisamos neste momento é de definições para o que já foi escavado e ainda não está definido. A linguistica é um ótimo meio para se resolver este empecilho, e um vocabulário completo nós não temos. É normal que estejamos passando por essas dificuldades de comunicação, pois não temos as palavras escritas destes materias Líticos.

Isso está sendo providenciado e em breve terminaremos esta tarefa tão singular.

     Em um artefato não há sinal de vida do Tempo ou do Espaço e sim apenas sinal de vida humana.

     Juliano

Comentário de Sara Cura em 1 agosto 2010 às 6:49
Tecnologias e experimentação
Pretendemos com este grupo iniciar discussões e suscitar reflexões partindo de estudos, problemáticas e questões sobre Sistemas e Processos Tecnológicos de modificação e utilização de de matérias-primas (artefactos em pedra, osso, cerâmica, etc), exploração de recursos de subsistência (técnicas de caça, técnicas de manejo agrícola, da paisagem, etc) ou de manifestação simbólica/artística (pintura e gravura rupestre, fabricação de adornos) que têm como ferramenta analítica a experimentação/estudos actualísticos.
Pretendemos também promover a discussão sobre a mediação destes trabalhos na «Arqueologia Pública» (relação imprescindível entre a ciência e a sociedade), em particular focando a Educação Patrimonial e a Musealização de sítios e artefactos arqueológicos.

Tecnologías y Experimentación
Con este grupo, pretendemos iniciar discusiones y generar reflexiones partiendo de estudios, problemáticas y preguntas sobre sistemas y procesos tecnológicos de modificación y utilización de Materias primas (artefactos en piedra, hueso, cerámica, etc.), la explotación de recursos de subsistencia (Técnicas de caza,de manejo agrícola y del paisaje, etc.) o de manifestaciones simbólico/artísticas (pintura y grabado rupestre, fabricación de adornos, etc.) que tienen como herramienta analítica la experimentación y los estudios actualísticos. Pretendemos también promover la discusión sobre la mediación de estros trabajos en la "Arqueología Pública" (relación imprescindible entre la ciencia y la sociedad), en particular enfocándose hacia la educación patrimonial y la musealización de sitios y artefactos arqueológicos.

Technology and experimentation
This Group aims to raise discussions, departing from problematic, questions and studies, about systems and technological processes of modification and use of which use experimental archaeology/actualistic studies:
• Production and use of artefacts on different raw materials (stone, bone, clay…)
• Exploitation of subsistence resources (hunting agriculture or other landscape resources management techniques…)
• Symbolic/artistic expressions (rock painting and engraving, bone engraving, beads and adornments fabrication…)
We also intend to promote discussion over the mediation of such research and studies to the so called Public Archaeology (in our view a crucial relation between science and society), specifically focusing on didactic and musealization of sites and artefacts.
 

Membros (19)

 
 
 

International Payments / Pagamentos Internacionais

Pagamentos Nacionais

 

Programação / Shcedule

Grupos de Trabalho

Grupos de Apoio

Concierge
5 membros

Turismo Cultural
5 membros

Agência AG3
1 membros

Agência Amplestur Turismo
1 membros

Membros

Badge

Carregando...

RSS

Carregando... Carregando feed

Visitas

free counters

© 2017   Criado por Documento Projetos Planejamento.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço